Laserterapia Venosa

A técnica consiste em irradiação transcutânea contínua e direta de laser vermelho, por meio de fibra óptica, na artéria radial (Acuponto P9).

Ação Terapêutica

Combate aos radicais livres de oxigênio, que provocam o envelhecimento precoce das células e, por consequência, dos tecidos.

Indicação

Para otimizar resultados em tratamentos estéticos e como terapia complementar de doenças crônicas/agudas e degenerativas como: câncer, doenças auto-imunes, alterações cardiovasculares, disfunções cerebrais,diabetes, entre outras.

Modo de Ação

Efeito antioxidante .A absorção da energia do laser vermelho pelo sangue incrementa o metabolismo e a síntese da principal proteína fisiológica reguladora do sistema oxidativo corpóreo (SOD – Superóxido Dismutase ). A enzima inativa as espécies reativas de oxigênio (EROs), e assim protege as células das mutações e do envelhecimento.

Além disso, melhora a capacidade hemorreológica das hemácias; interfere na cascata do ácido aracdônico e com isso produz ação anti-inflamatória; aumenta a produção de prostaciclina (PG12), o que promove a anti-agregação plaquetária o que torna o sangue mais fluído e assim previne problemas vasculares. Além disso, expulsa metabólicos tóxicos.  Enfim, a Terapia ILIB visa restabelecer o equilíbrio integral do sistema funcional, por meio da otimização de cada sistema e assim promover melhor saúde e qualidade de vida.

A Terapia ILIB é eficiente recurso complementar nos tratamentos: 

  • Doenças do sistema respiratório: asma, alterações desencadeadas pelo tabagismo.
  • Diabetes e suas complicações:
  • Doenças inflamatórias: traumatismo, cirurgia, infecção , artrite, artrose.
  • Doenças cardiovasculares: infarto e angina.
  • Doenças do sistema vascular periférico e cicatrização em geral: úlceras e feridas

Vantagens da Técnica

  • Indolor
  • Não invasivo
  • Sem efeito colateral
  • Custo acessível
  • Resultado rápido e evidente.

Casos impeditivos

  • Portador de Marca Passo
  • Histórico pessoal de câncer de pele no local da aplicação
  • Fotossensilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *